Junta de freguesia de real

(Dados recolhidos nos Censos de 2011)

Área: 33,17 km²

Total da população (2011): 1300 habitantes

O Centro Social de Real situa-se numa freguesia do concelho de Castelo de Paiva, com 33,17 km² de área (maior do concelho) e 1300 habitantes (2011). Fica a 5km do centro do concelho. A freguesia é a maior em terreno do concelho, montes, vales e planícies. É essencialmente rural.

O Centro Social de Real situa-se no centro da freguesia, num loteamento recente e com óptimas infra-estruturas. Faz fronteira com a antiga Residência Paroquial, e fica a 50 m do melhor Café e Restaurante da freguesia. Fica a 1000 m da Escola Básica do 1º Ciclo, da Igreja e do cemitério e a 1500 m da sede da Junta de Freguesia e do Jardim-de-infância.

A instituição defronta-se com uma estrada nacional que dá acesso ao centro do concelho e proporciona um rápido acesso aos concelhos limítrofes.

As citações desta freguesia remontam aos alvores da formação da nacionalidade, aparecendo com a designação de Villa Rial. Vários autores correlacionam este nome como representativo do poder régio nas terras que compunham esta freguesia.

  • Junta de Freguesia
    Junta de Freguesia
  • Centro Social de Real
    Centro Social de Real
  • Igreja de Real
    Igreja de Real
  • Logo da Junta
    Logo da Junta

Sabe-se, porém, que inicialmente estas terras eram senhoriais e não reais. Só nas inquirições de 1258 é que surge uma nova corrente que pretende relacionar o topónimo Rial com um conjunto de nascentes que formariam um pequeno ribeiro, hoje transformado no Rio Sardoura que atravessa a freguesia, com a nascente próxima do Lugar do Seixo desta freguesia.

Nos meados do século XI eram grandes senhores em Villa Rial e em seus lugares, três homens de nome Formosinho, a saber Formosinho Fernandes, Formosinho, o presbítero e Formosinho Romarigues.

Administrativamente, já no século XVIII, esta freguesia estava sujeita à Casa de Bragança, tal como todo o concelho em geral. A casa de audiências da Câmara e a Cadeia situavam-se em área desta freguesia, no lugar de Nojões, onde outrora, (até aos anos 40), se realizava uma feira com alguma grandeza.

Um dos documentos mais antigos desta freguesia data de 1902 e diz respeito aos direitos do Mosteiro de Arouca sobre a igreja desta vila dedicada a S. Miguel. Real situa-se entre montes e vales, e algumas partes do território em planície, sendo o ponto mais elevado o Monte de Santo Adrião, com cerca de 640 metros de altitude, servindo de partilha desta freguesia com o concelho de Arouca. Fala-se que foi fortificado, porque aí perto se encontra uma povoação com o nome de Castro, que alude precisamente ao castro localizado no alto desse monte.